Polícia Científica

07/03/2019

Polícia Científica participa de ações da Força Tarefa Infância Segura

Unir esforços governamentais para um trabalho integrado de prevenção e combate a crimes e violências contra crianças e adolescentes. Esta será a missão da Força-Tarefa Infância Segura de Prevenção e Combate a Crimes Contra a Criança, idealizada pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Família e que visa estabelecer no Paraná a integração das políticas públicas dos sistemas de justiça, segurança pública, assistência social, educação e saúde, com ações coordenadas e efetivas para o acolhimento e o atendimento integral às crianças vítimas de violência.

A primeira ação da Força Tarefa Infância Segura aconteceu na madrugada de sábado (02/02), na Região Metropolitana de Curitiba com fiscalização, repressão e conscientização de proprietários de estabelecimentos comerciais .”Estamos trabalhando para o combate de crimes contra crianças, principalmente violência física, trabalho infantil e pedofilia”, explicou o secretário Ney Leprevost, da Justiça, Família e Trabalho que esteve acompanhando toda a operação, feita em integração pelas polícias Federal, Civil, Militar e Científica, além da OAB, Ministério Público, Conselhos Tutelares e Conselhos de Direito da Criança. A Polícia Científica foi representada pelas Peritas Oficiais Sandra Balthazar, Denise Carneiro e Marianna Rosário.

Participantes – Os seguintes órgãos e instituições fazem parte da Força-Tarefa Infância Segura (FORTIS):

  • Governo do Paraná
  • Secretaria da Justiça, Família e Trabalho
  • Secretaria de Segurança Pública
  • Secretaria da Educação
  • Secretaria da Saúde
  • Polícia Civil
  • Polícia Militar
  • Polícia Científica
  • Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente - NUCRIA
  • Núcleo de Combate aos Cibercrimes - NUCIBER
  • Ministério Público do Paraná
  • Tribunal de Justiça do Paraná
  • OAB-PR
  • Defensoria Pública
  • CEDCA – Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente
  • Associação de Conselhos Tutelares do Estado do Paraná

Fonte: SEJU

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.