Polícia Científica

23/11/2017

Polícia Científica apresenta modelo matemático de gestão para IGP de Santa Catarina

A Polícia Científica do Paraná demonstrou ao dirigente geral do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Santa Catarina, Miguel Acir Colzani e ao diretor do Instituto de Criminalística, Walmir Djalma Gomes Jr., o modelo matemático de gestão de pessoas e gestão de laudos, criado há um ano pelos peritos da seção de informática forense do estado do Paraná. A apresentação da ferramenta se deu em reunião, que aconteceu na terça-feira (21).

O diretor da Polícia Científica do Paraná, Hemerson Bertassoni Alves, explicou que com este modelo de gestão é possível verificar a produtividade e gerenciamento de pessoas dentro dos laboratórios da instituição. Além de que, com este procedimento consegue-se saber o que cada perito está trabalhando dentro daquilo que se propõe a sua carga horária. “É uma ferramenta utilizada para gerenciar a necessidade de pessoal e procedimentos de laudos, como novos exames e etapas de pericias”, ressaltou ele.

Levando em consideração está proposta de inovação envolvendo os trabalhos periciais, O IGP visitou a Polícia Científica com o intuito de buscar uma solução de gestão a partir do modelo matemático, que já se expandiu para todos os laboratórios da instituição, apresentando grandes resultados.

A DIVULGAÇÃO DA FERRAMENTA - O projeto também já foi apresentado ao Conselho Nacional de Perícia Criminal e está em processo final de validação pela Polícia Científica do Paraná.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.