Segurança com Armas de Fogo

O cidadão ao adquirir uma arma de fogo, o faz unicamente com o intuito de defender a si mesmo, sua família ou seu patrimônio.

Esquece que uma arma de fogo, utilizada por pessoa inabilitada ou guardada sem os requisitos de segurança, pode acarretar sério risco à sua integridade física e a dos seus familiares.

Anualmente o Instituto de Criminalística atende a inúmeros casos de disparo de arma de fogo involuntário envolvendo menores, especialmente crianças até a faixa etária de dez anos.

A seguir, elencamos algumas medidas que poderão evitar tais acidentes:
  • Guardar as armas de fogo no interior de cofres, armários ou gavetas, dotados de dispositivos de segurança (chave);
  • Armazenar a munição embalada e separada da arma;
  • Colocar a haste de um cadeado por trás do gatilho (conforme ilustração). Este procedimento inviabiliza a realização do disparo na maioria das armas de fogo.


Devemos lembrar, ainda, que o acesso a uma arma de fogo é de responsabilidade do seu proprietário, e, qualquer que seja ela, deve ser registrada na Delegacia de Explosivos, Armas e Munições e é obrigatório o “Porte de Arma de Fogo”, para se transitar com ela.
Recomendar esta página via e-mail: